Era uma linda tarde ensolarada, poderia mesmo dizer que os últimos dias de verão são todos assim, tão bonitos!

Março é um mês esplêndido, ainda posso sentir aquele sol que por mais abrasador que estivesse era acompanhado de um vento que com certeza me fazia sentir entrando em um de meus filmes favoritos com ventos ao cabelo, fone de ouvido e claro, tocando a melhor trilha sonora de fundo. Eram as últimas tardes de verão,  já poderia me preparar para o outono. Com certeza posso dizer que meias estações são guardadas com um carinho especial no meu coração.

O outono é lindo pela paisagem marrom e as folhas caindo,  os tons de bege fazem com que os casacos saiam do armário e comecem a aparecer as cores mais sóbrias, deixando de lado aquelas cores vivas e berrantes do verão.

Mas, o melhor do outono é que logo em seguida chega o inverno, outra estação que faz meu coração saltitar.

O inverno é o momento de encontrar casacos grossos, meia fina, meia grossa de cores mais frias, cores escuras, e ainda poder ver o charme da paisagem gelada, as noites que se aproximam mais rapidamente, aquele sol que não faz nem cócegas, pois o vento gelado chega a deixar o nariz tão gelado quanto um cubo de gelo. Tão bom, tão gostoso dormir entre mil e uma cobertas. Poder olhar o céu estrelado, mas não permanecer muito tempo fora de casa, a não ser do lado de uma fogueira rodeada de amigos, de pessoas importantes, de um amor que você nunca vai esquecer que está ali do seu lado, deixando seus dias ainda mais quentes apesar de todo frio.

Com certeza o inverno guarda um lugar bem maior no meu coração, mas ainda a próxima temporada, a primavera.

Ah! Já posso começar a ver as flores brotando por toda parte, de todos os tipos, com cores diferentes, aromas que só duram na primavera, os casaquinhos mais leves e de cores suaves e românticas para combinar com o clima que ainda não é bem quente, mas que já começa a deixar de ser frio. Quanto mais me lembro do que a primavera me faz sentir, mais penso em que flores podem acrescentar um sorriso, colocar um brilho no olhar que como duas estrelas do céu cintilam por todo lado ao sonhar.

A primavera, seguida pelo verão, esse nem gosto muito de falar, talvez por querer tanto me despedir dele hoje. Mas, em contrapartida, aprendo a gostar dele, pois que me adianta viver cada dia pensando no que vai vir pela frente, sendo que cada dia guarda uma novidade, algo de novo, algo para surpreender, algo que só poderei ver hoje e mais nenhum dia? E se fosse o último? Será mesmo que estaria tão preocupada com o marrom do outono, com os casacos do inverno ou ainda com as flores da primavera?

Mariana Emerim
Sou joinvilense, tenho 26 anos. Casada com Willian.
Formada em design gráfico e técnica em moda e estilismo.
Eu sou misto de conto de fadas e realidades, princesas e castelos, casa e trabalho.
Meu mundo tem as cores da vida e eu aprendi que a vida, se a gente quiser, pode ser mais colorida quando acreditamos.
Mariana Emerim on EmailMariana Emerim on FacebookMariana Emerim on InstagramMariana Emerim on PinterestMariana Emerim on TwitterMariana Emerim on Youtube

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: